terça-feira, setembro 20, 2011

Dois Aninhos


Completando 2 anos por aqui,
onde fiz muitos amigos, 
onde consegui muitos ouvidos...
Não poderia deixar passar em branco
o aniversário desse espaço tão meu,
onde cada um que chegou prá me ouvir
acabou falando ao meu coração.
Ainda estou engatinhando, 
mas acho que consegui...
ALGUÉM ME OUVIU!!!

domingo, julho 31, 2011

Combinado?


Então combinamos assim...
Se eu precisar gritar,  
você me empresta os teus ouvidos
e me dá a tua paciência.
Se você me magoar, 
 te dou minhas lágrimas e o meu perdão.
Se eu te decepcionar, 
me dá aquele sorriso (o mais lindo) e,
 diz que não foi nada.
Se você chorar, 
eu te dou meu colo e te conto uma estória.
Se a vida ficar chata, 
a gente corre prá rua e vai ver o Sol (ou a Lua).
E se eu me perder de mim, não  faz nada não...
vou estar dentro de você!

domingo, junho 19, 2011

Sem volta


Perdi o trem, não havia mais ninguém.
Apenas trilhos e fumaça...
Pensei que fosse só um desencontro.
Mas, não... te procurei em vão.
Fiquei inerte, imaginando você,
hasteando a bandeira do "dane-se"
enquanto eu morria mais um pouco.
Outra vez fiquei para trás,
mais uma vez me tornei passado,
e pela última vez disse o "eu te amo"...
que você não quis ouvir.
Seria apenas uma quimera? ... quem dera.


domingo, maio 22, 2011

Compondo


Estou tentando compor minha vida.
Coloco notas na pauta e quando vejo, 
tudo está dissonante.
Procuro uma harmonia mais limpa mas,
os acidentes (mesmo os esperados), 
fazem tudo mudar de rumo.
Às vezes perco o compasso e faço uma pausa,
outras vezes acelero o ritmo e atropelo o andamento. 
Posso até desafinar e não agradar alguns ouvidos mas,
continuo procurando as notas certas,
aquelas que me levem à um crescendo constante..., 
à uma partitura perfeita.


domingo, março 20, 2011

Náusea



Tanta coisa prá falar e o
 peito aperta, o instinto alerta...
Já não posso dormir, não consigo fugir.
Tento prender o que não tive,
abrindo mão do que é meu.
E nesse rumo, não aguento, me arrebento.
Não tenho planos, só tento me achar,
recuperar o tempo antes que ele me devore.
Mas, é tudo igual... a cama fria, a gaveta vazia,
o tapete sujo das palavras que vomitei... já nem sei...

domingo, março 13, 2011

Coisas simples


Minha amiga Aline está me deixando mal acostumada 
com seus presentinhos especiais.
Esse selo foi criado por ela mesma e definido da seguinte forma:

Este selo é mais que especial... É um selo que define a qualidade de muitos blogs 
que encontro na Web,  que me fazem voltar e dar mais uma olhada, 
blogs que acima de tudo mantêm a Simplicidade e a Graça... 
A simplicidade graciosa de uma gota de orvalho na folha duma árvore, 
simplicidade que encanta, que enternece... 
Um simplicidade que foge as definições...
REGRAS:
1ª. Indicar um (ou mais) blog (s).
Vai para o blog do meu amigo Chico, que é simplesmente tudo de bom!!

2ª. Responder: No que se concentra a simplicidade e graça da vida para você?
Se concentra em viver cada momento como se fosse único e quem sabe o último!

terça-feira, fevereiro 22, 2011

Fragmentos


A quietude absoluta do luar, dissolvendo nuvem e
campo e lamaçal, em abstrações de perfeita paz...

**************************************
Parar e contar todos os sons; parar e ver todas as
pedras; parar e deixar que penetre o vento.
Parar e não ter que ser alguém...

**************************************
Sempre assim: aberta e atenta, vazia e disponível,
humana e viva.
Esperando (sem propósitos), pronta (sem desejar),
existindo (sem necessitar).

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

Quem não gosta??



Ganhei esses mimos das minhas queridas amigas Aline e Joyce
Obrigada, meninas! Simplesmente adoreeiii.
E como eles são muito femininos, 
vou repassar para algumas amigas blogueiras.

Millena, do Saúde e Companhia
Ceceu, do Blog Ceceu Fernandes
Pérola, do Soltando Linhas
Fran, do Meu Mundinho

Podem dar uma conferida, são todos blogs de atitude!

terça-feira, fevereiro 01, 2011

Delírio

http://3.bp.blogspot.com/_AHcc73RXQGs/RlxwYRBTECI/AAAAAAAAAAM/YhKPXZd1Esk/s400/olho%2520de%2520borboleta.jpg

Passo horas, revolvendo meus porões...
vasculhando meus escombros, à procura
de sonhos. Tudo em vão...já não os tenho!
Assim fico em silêncio, nas madrugadas de papel
rasgado...viro, reviro, rolo na cama...

Por hora me bastam meus delírios...
Minha vida foi feita de parceria com
o inacessível.
Se eu desejar alguma coisa, terá de ser
agora, por que tudo se transforma, num
instante, e...amanhã não terei mais tempo.

terça-feira, janeiro 11, 2011

Tudo igual...


 O ano é novo,
mas o ar que respiro é velho,
o sangue que pulsa é o mesmo,
as marcas de amor ocupam o mesmo lugar,
e o teu cheiro continua em mim.

O tempo corre e voce permanece.
É ridículo esquecer que tudo passa.
Mas voce segue invadindo meu pensamento,
e eu sigo arrumando desculpas para os teus erros,
Tudo ridiculamente igual,
sem recomeço... apenas continuação.

E, no final das contas, voce e eu...




Template by:
Free Blog Templates